Lenço de Namorados – um presente repleto de simbolismo

O lenço de namorados, inicialmente conhecido por “lenço de pedido” ou “lenço de conversados” têm origem no século XVII, embora presente em várias localidades é no Minho que tem maior expressão.

Segundo a tradição, a moça apaixonada bordava um pano branco de linho fino ou de algodão e fazia-o chegar ao seu amado. Se o seu amado usasse o lenço em público significava que tinham dado início à relação amorosa. O lenço poderia ser usado, sobre o casaco domingueiro, sobre a aba do chapéu, no pescoço, ou até mesmo na ponta do pau que era costume o rapaz trazer.

O lenço expressa os sentimentos da moça, manifestados através do bordado de símbolos: a pomba representa a fidelidade; a silva significa a prisão amorosa; a chave simboliza a união de dois corações; e a cruz representa o casamento.

A acompanhar os símbolos, os lenços também possuem quadras que têm em comum o tema “Amor”, com escrita marcada por erros ortográficos, denunciando os poucos estudos da época.

Atualmente os lenços de namorados continuam a ser procurados, são oferecidos não só à cara-metade, mas principalmente como lembranças, ou simples gestos de amizade, sem dúvida, um presente repleto de simbolismo.

 

                 

Vânia Rocha

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *